Conto de fadas da vida real

Fabiana Pardini Blanco

Dizem que a grama do vizinho sempre parece mais verde e acredito que isso também se aplica nos relacionamentos amorosos. A maioria das historias que ouvimos são como se fossem contos de fadas: há um príncipe, uma princesa e acaba no velho “felizes para sempre”. Mas você já parou para pensar na realidade, no que acontece durante e depois?

Bom, nem o príncipe nem a princesa são iguais, muito menos pensam igual, portanto, em uma parte da vida em casal haverá um desentendimento. E é nesse desentendimento que passamos a ver qual é a intensidade do seu sentimento por aquela pessoa.

Pode ser que vocês não tenham nada em comum, mas se houver apenas uma coisa que te faça querer estar perto, querer conversar ou simplesmente ficar ao lado. Pode ser que você espere que essa pessoa seja perfeita, que te faça surpresas, que seja sempre carinhosa, que nunca te desaponte ou nunca faça uma coisa errada. Mas, acredite, todo ser humano erra, o erro nos faz aprender e é assim que somos, não tente mudar. E se por acaso essa pessoa seja perfeita, desconfie.

Toda pessoa tem suas qualidades e defeitos, cabe a você relevar os defeitos e amar as qualidades. Portanto antes de apontar os defeitos dos outros, pense nos seus. Num relacionamento real, é função dos dois lidar com os defeitos. Uma dica: foque nas qualidades do outro, no que ele te oferece e no que te faz sentir.

Passada essa fase temos as reconciliações. Ah, as reconciliações! Particularmente, acredito que seja uma das melhores coisas de um relacionamento. É nessas horas que deixamos o orgulho de lado e nos entregamos ao outro, com toda a vontade de ficar em paz com quem se ama.

Amar uma pessoa não quer dizer que você tenha que amar todas suas qualidades e defeitos, apenas tem que aceitar o outro do jeito que ele é. É engolir o orgulho de vez em quando, é ceder um pouco e demonstrar o quanto você está feliz ao lado daquela pessoa. É saber que vocês estão juntos porque se amam, apesar das diferenças. Um dia você vai chorar, sofrer e sentir ciúmes. Tudo isso faz parte, você está convivendo com outro ser humano, é outro modo de pensar e agir. Mas não se preocupe, se o amor for suficiente, vocês vão encontrar uma maneira de passar por todos os obstáculos juntos.

No final, o que vale mesmo, é saber que todas as partes boas superam as ruins e que a vida não teria graça se não tivermos alguém do lado, alguém que não tenha as mesmas opiniões e que nos faça rever as nossas. Se, por acaso, no seu relacionamento as partes ruins superam as boas, caia fora antes que alguém se machuque. A vida não é certa, muito menos na questão do amor. Pode haver o primeiro, segundo amor e assim sucessivamente até que você ache aquela pessoa ideal… Ou não.

Voltar >

Anúncios

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s