Pouco público prestigia o 4º Torneio de Tênis de Mesa

Fabiana Pardini Blanco

O 4º Torneio de Tênis de Mesa ocorreu nesse sábado no SESC-Santos. O torneio reuniu crianças de 7 a 18 anos divididas em categorias: pré-mirim, mirim, infantil e juvenil, e em feminino e masculino. Foram inscritas 23 escolas de Santos, Bertioga, Praia Grande e Guarujá. A primeira fase é formada por grupos de quatro pessoas e as duas que ganharem vão para a segunda fase. Um público reduzido prestigiou o evento.

O professor Ricardo Dantas, responsável pelo torneio, cita um motivo para o pouco movimento. “Infelizmente, o torneio coincidiu com desfile do dia 7 de Setembro, por isso muitas crianças não puderam comparecer. A ideia é difundir a modalidade e revelar crianças que se dão bem em tênis de mesa”, finalizou.

De Bertioga, havia apenas três competidores, a estudante Tânia Cavalcante da Silva e mais dois amigos que estudam na Estadual William Aureli. Eles estavam acompanhados pelo pai de Tânia, o eletricista Celso da Silva. Tânia diz que gosta de todos os esportes e que já participou de torneios de futsal e futebol de campo, mas em torneio de tênis de mesa era a primeira vez.

O professor Maurício Antônio da Silva, da escola Benevenuto Madureira, explicou que ping pong é um esporte mais recreativo e não tem regras, já o tênis de mesa é mais sério, possui regras e táticas.

Maurício achou que a divulgação desse ano foi mais fraca porque a escola foi comunicada numa quarta e as inscrições acabavam na sexta-feira, por isso ele só conseguiu levar dois alunos. Um dos seus alunos, Hyago Aprigio, de 13 anos, disse que gosta de esportes e que já participou de outros torneios, como natação e muay thai. Já o professor de educação física Herculano da Cruz Júnior da EE Milton Borges Ypiranga, conseguiu levar 11 crianças que treinam na escola.

A estudante Yasmin Souza Oliveira, de 11 anos, do colégio Raul Rocha, foi a vencedora da categoria pré-mirim feminino. Disse que gosta de esporte e que começou a jogar no colégio em que estuda.

Na arquibancada, a revendedora da Avon, Marilda Machado que assistia aos seus dois filhos, um de 10 e outro de 13 anos, disse que os incentiva ao máximo para que façam esportes. “Sempre que posso tento levá-los, pois acredito que o esporte tira os maus pensamentos e evita que eles fiquem nas ruas”.

Voltar >

Anúncios

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s