Resenha do filme Capote

Fabiana Pardini Blanco

O filme “Capote”, dirigido por Bennett Miller, é para aqueles que se interessam em saber como nasce um romance de não ficção. Primeiramente, pode ser comparado a apenas mais uma biografia. Porém, a abordagem do filme não é em apresentar a vida do escritor e jornalista Truman Capote e sim, em mostrar o processo de criação de sua obra-prima.

No ano de 1959, Truman interpretado por Philip Seymour Hoffman lê um artigo sobre o assassinato de uma família em Holcomb, no estado do Kansas e acredita que era uma grande oportunidade de provar que histórias de não ficção podem ser tão emocionantes quanto às de ficção.

Em razão disso, Capote faz com que a revista The New Yorker lhe desse uma matéria sobre o assunto e viaja para o Kansas a fim de trabalhar na história. Após ganhar a confiança do agente que liderava a investigação pelo assassinato, descobre que os assassinos foram capturados em Las Vegas e transferidos para o Kansas, passando a visitá-los na prisão. Nota, ainda, que o caso daria material suficiente para escrever um livro, resultando em sua obra-prima “À Sangue Frio” que revolucionou o modo de se fazer jornalismo e a literatura americana.

Capote levou cinco anos para concluí-lo. Examinou documentos, fez diversas entrevistas com os assassinos e só o concluiu depois que a sentença de morte fosse executada em 1965. Por ter vivenciado todo o caso e conhecido a história dos criminosos, Capote fez com que a estrutura da literatura e a do jornalismo se modificasse.

Além disso, o filme nos mostra o forte laço de amizade que o personagem principal desenvolve com um dos bandidos, Perry Smith (Clifton Collins Jr.) por terem um passado parecido, fazendo com que o jornalista se sentisse angustiado em alguns momentos. E como Capote era gay assumido, ainda fica em aberto a possibilidade de ter um amor platônico entre ambos.

Ao longo do filme, descobrimos informações sobre a vida pessoal do escritor sem desviar o foco da trama, ou seja, as informações necessárias para entendermos Truman são dadas, porém como plano de fundo. Por exemplo, há as informações de que ele morava com outro homem, antes de partir pro Kansas já era um profissional renomado e surpreendia a todos com sua voz infantil, maneiras excêntricas, ambição e roupas não convencionais.

Em suma, o filme alterna momentos fortes como as cenas dos assassinatos e a execução da pena e outros momentos burocráticos. Ele trata os dois criminosos como seres humanos que, por alguma razão, cometeram algo terrível, fazendo com que o próprio telespectador simpatize com eles e, ao mesmo tempo, não se esqueça do assassinato.

Ficha técnica:
Título original: Capote
Gênero: Drama
Duração: 98 min
Ano de lançamento: 2005
Estúdio: United Artists / A-Line Pictures / Eagle Vision Inc. / Infinity Media / Cooper’s Town Productions
Distribuidora: Sony Pictures Classics / United Artists / MGM / Buena Vista International
Direção: Bennett Miller
Roteiro: Dan Futterman, baseado em livro de Gerald Clarke
Produção: Caroline Baron, Michael Ohoven e William Vince
Música: Mychael Danna
Fotografia: Adam Kimmel
Edição: Christopher Tellefsen
Elenco: Philip Seymour Hoffman (Truman Capote), Catherine Keeper (Harper Lee), Clifton Collins Jr (Perry Smith), Chris Cooper (Alvin Dewey), Mark Pellegrino (Richard Hickcok).
Site oficial: http://www.capoteofilme.com.br

 

Voltar >

Anúncios

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s