Resenha do livro “Querido John”

Fabiana Pardini Blanco

Nicholas Sparks é um romancista estadunidense que nasceu em 31 de Dezembro de 1965 na cidade de Omaha, em Nebraska nos Estados Unidos. Viveu grande parte de sua vida em Fair Oaks, na Califórnia e é formado em Economia pela Universidade de Notre Dame, na qual ganhou uma bolsa de estudos. Começou a escrever enquanto trabalhava como farmacêutico quando, mais tarde, surge a agente literária Theresa Park que se propôs a representá-lo e vendeu os direitos de seu primeiro romance, “O Diário de uma Paixão”, à Warner Books. Atualmente, vive na Carolina do Norte com sua esposa Catherine e seus cinco filhos. Sparks utiliza de experiências pessoas para escrever seus livros e homenageou dois de seus filhos nos livros “Um Amor para recordar” e “Querido John”.

“Querido John” narra a história de um grande amor entre dois jovens, John e Savannah. O livro é narrado por John Tyree, que inicia contando sobre sua vida antes de conhecer Savannah. John morava na Carolina do Norte com o seu pai, com quem mantinha uma relação com poucos diálogos e quase todos sobre moedas. Ao terminar o colegial, ele se mostrou um adolescente rebelde, que bebia sempre, arranjava brigas pela cidade, namorou dezenas de mulheres e não parava em nenhum emprego. Um dia, após refletir sobre o que estava fazendo de sua vida, John resolveu que ia se alistar no Exército Americano.

Aos poucos, John foi se adaptando à vida no exército e pela primeira vez passou a ter dinheiro no banco. Apesar de nunca se falarem por telefone, o pai de John escrevia para ele pontualmente no primeiro dia de cada mês, nada pessoal, apenas sobre o clima e as mudanças no bairro. Três anos se passaram e John mudou muito: deixou de fumar, diminuiu a bebida, passou de soldado a cabo e, seis meses depois, a sargento, ganhou vinte quilos de músculos e tatuou os dois braços.

Em uma de suas licenças de duas semanas, John retorna para sua casa e um dia de manhã após tomar café e ler o jornal, resolve ir surfar depois de três anos. Durante uma pausa, observando a vista e sem a menor intenção de encontrar uma garota, ele avista pela primeira vez Savannah, acompanhada de sua amiga, passeando. Dois amigos se aproximam, conversam com elas e um deles derruba a bolsa de Savannah no mar, todos ficaram paralisados e John, que assistira a tudo, pula no mar para recuperar a bolsa.

Foi neste momento que teve inicio um amor à primeira vista. John e Savannah passaram as duas semanas de licença dele juntos, se conhecendo. Ela estava na cidade de férias da faculdade, mas como voluntária para ajudar a construir algumas casas. Os dois fizeram passeios juntos, John a levou para conhecer restaurantes da cidade e para conhecer seu pai, ainda que ele falasse pouco e só sobre moedas, ela se mostrou interessada. Durante esse tempo, eles se encontram apaixonados um pelo outro e no fim das duas semanas, John precisava voltar para sua base na Alemanha. Antes de partir, ele prometeu a ela que voltaria para encontrá-la e que se casaria com ela. Savannah prometeu esperar por ele.

Durante um ano, os dois continuaram apaixonados, se comunicando por cartas e telefonemas. Assim que John teve sua licença de duas semanas, ele volta para reencontrar Savannah e conhecer os pais dela. Após passar uns dias com eles, John e Savannah vão para o apartamento dela perto da faculdade, onde se formou e  trabalhava como assistente de professores. Aproveitaram essa licença passando os dias juntos, com algumas brigas, porém com muito amor.

Na volta à base, acontece o ataque do dia 11 de setembro e John, inesperadamente, se vê na situação de ter que optar por abandonar seus colegas ou de se alistar novamente e ficar mais dois anos sem Savannah. Ele então opta por se alistar e vai para a guerra. Durante esses dois anos, o que ele mais temia aconteceu: as cartas de Savannah começaram a chegar cada vez menos, eles se afastaram cada vez mais e, até que na ultima carta, ela confessou estar apaixonada por outra pessoa.

Neste momento, John viu seu mundo acabar, ficou sem ação, não sabia se sentia raiva ou ódio de Savannah e resolveu ficar mais dedicado ao exército do que nunca, continuando sua vida por mais difícil que fosse. A morte de seu pai, fez com que ele tivesse uma licença de emergência, ele veio, assistiu ao funeral, resolveu algumas pendências e decidiu ir atrás de Savannah. A partir daí, John começa a descobrir outras formas de amar uma pessoa.

Embora seja uma história comovente e triste, o autor mostra o verdadeiro significado do amor e história de homens que servem o país. Sparks trata da realidade, nos fazendo perceber que amar verdadeiramente alguém vai além de você querer estar com a pessoa, é querer que ela seja feliz independente de como ou com quem. Além de revelar como é a história de homens que servem o país. Ao término do livro, nos faz ficar tristes e pensativos, tentando descobrir o que faríamos no lugar de John e Savannah.

É um livro voltado às mulheres, mais precisamente, às adolescentes, pois se trata de uma história mais romântica. A leitura é simples e clara. Não há fotos, então, fica a critério do leitor imaginar cada cena e cada personagem.

Ficha técnica:
Titulo da Obra: Querido John
Autor: Nicholas Sparks
Tradução: Patrícia de Cia
Editora: Novo Conceito
Edição e Ano: 7ª Impressão – 2010
Numero de páginas: 288 páginas

Voltar >

Anúncios

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s